Concurso de ideias para elementos de mobiliário urbano da cidade de São Paulo
       
     
QUIOSQUE MULTIUSO
       
     
MUSP_2D_quiosque.png
       
     
SANITÁRIO PÚBLICO
       
     
MUSP_2D_sanitario.png
       
     
ABRIGO EM PONTO DE PARADA DE TAXI
       
     
MUSP_2D_taxi.png
       
     
FAMÍLIA DE BANCOS (assentos)
       
     
MUSP_2D_banco indiv colet 1.png
       
     
MUSP_2D_banco indiv colet 2.png
       
     
MUSP_2D_banco indiv colet 3.png
       
     
FAMÍLIA DE PARACICLOS
       
     
FAMÍLIA DE BALIZADORES
       
     
BEBEDOURO DUPLO
       
     
FAMÍLIA DE PAPELEIRAS
       
     
FAMÍLIA DE GUARDA-CORPOS
       
     
MUSP_2D_guarda corpo movel.png
       
     
Ficha Técnica
       
     
Concurso de ideias para elementos de mobiliário urbano da cidade de São Paulo
       
     
Concurso de ideias para elementos de mobiliário urbano da cidade de São Paulo

ELEMENTAL

O espaço público tem ou deveria ter grande responsabilidade dentro das grandes cidades, são eles que fazem ligações entre os edifícios, os bairros, as quadras, e também nos conectam uns aos outros.

Os espaços públicos em cidades como a de São Paulo, são utilizados de diversas maneiras, seja como passagem, seja como destino. O que é certo é que são ocupados por pessoas quase que 24 horas por dia. O que podemos notar em nossa cidade é que com o tempo o carro tornou-se o protagonista, carecendo nossos espaços públicos de aproximações mais humanas, na escala do pedestre, com pouco investimento no conforto e segurança dos mesmos, fazendo com que estes espaços, que deveriam ser os espaços nobres da cidade, sejam pouco convidativos. Mesmo com um cenário como este, o paulistano insiste, de uma maneira positiva, em ocupar estes espaços.

O que faz destes lugares, espaços de qualidade?

Segurança, fluidez, conforto e sustentabilidade.
Entendemos então, que é necessária uma organização destes espaços que se dão através do mobiliário urbano, como parte do imaginário coletivo da cidade, criando uma identidade própria que a todos pertencem. A partir do princípio que a cidade e feita pelas pessoas para as pessoas, é proposto um sistema de peças de mobiliário universal adaptável e sustentável sobre a base da economia de materiais e um design responsável com vista a diversidade de pessoas e usos.

A família ELEMENTAL nasce com o propósito de dispor um conjunto de elementos urbanos construídos com sustentabilidade, contundentes na sua forma e genuínos no seu caráter. Feitos em aço, madeira e concreto, pela naturalidade de acabamentos e qualidade visual, é concebida para permanecer no tempo. O caráter elemental da série permite o diálogo com a diversidade do entorno, provocando relações especiais com as preexistências na busca do essencial que garantisse a sua permanência na cidade.

QUIOSQUE MULTIUSO
       
     
QUIOSQUE MULTIUSO

O quiosque multiuso ELEMENTAL é como a ametista, abriga espaços preciosos para a cidade em seu interior. Uma caixa preta, com design forte e neutro ao mesmo tempo, que se adapta a todas as paisagens. O interior é customizável em cor e acabamentos para dar identidade aos usos propostos, além de outros possíveis que venham a surgir no futuro, sem necessidades de modificações na estrutura. A sua cobertura invertida é uma jardineira que devolve a cidade à cidade a área permeável de solo que ocupa, garantindo também conforto térmico e acústico, que serve como captador de águas pluviais, para seu aproveitamento e reuso. A estrutura que sustenta a cobertura se organiza em volta de um vazio, sendo que a junta é uma fenda que permite a entrada de luz natural nas laterais, recolhe as águas em uma calha na parte superior e organiza as instalações em uma calha inferior. Os fechamentos laterais são compostos por um sanduiche de chapas, aproveitando o espaço entre elas para instalações. Os fechamentos da frente e verso são intercambiáveis permitindo a alternância entre o espaço de atendimento e o espaço de trabalho, em função da necessidade de cada um dos casos. Os revestimentos internos funcionam como uma parede organizadora, graças as perfurações que permitem distintas configurações, assim como o sistema modular de balcões. 

MUSP_2D_quiosque.png
       
     
SANITÁRIO PÚBLICO
       
     
SANITÁRIO PÚBLICO

Diferente da maioria das grandes metrópoles, São Paulo carece em equipamentos de higiene pessoal, entre eles o sanitário público. Seguindo o sistema proposto, os fechamentos do banheiro público são compostos por um sanduiche de chapas metálicas, aproveitando o entre chapas para armazenamento de água e instalações, desenhado sem aberturas laterais, oferecendo privacidade para os usuários. Com o objetivo de devolver a cidade áreas permeáveis, a cobertura é composta por uma parcela de área verde, que serve para a drenagem das agua pluviais e para o reaproveitamento, garantindo também conforto térmico-acústico. Outra parcela menor da cobertura contém uma abertura zenital, trazendo a luz solar para o interior, diminuindo consideravelmente os gastos de energia com iluminação mecânica.
O sanitário ELEMENTAL possuiu sistema de auto cobrança localizado na face onde se encontra o acesso. É previsto também o sistema de autolimpeza mecânica e química com sistema PRIMUR ou similar, o que garante a higienização do espaço a cada vez que for usado.
O sanitário atende as dimensões da NBR 9050, garantindo a acessibilidade, conforto e qualidade espacial para todos os indivíduos.

MUSP_2D_sanitario.png
       
     
ABRIGO EM PONTO DE PARADA DE TAXI
       
     
ABRIGO EM PONTO DE PARADA DE TAXI

O abrigo ELEMENTAL resgata a idéia do mito da cabana primitiva de Vitruvio de que para se abrigar do sol e da chuva o primeiro que é preciso construir é uma cobertura.  Baseada nas árvores, a estrutura que sustenta a cobertura, invertida para recolher as águas e conduzi-las até o chão, ergue-se para depois se inclinar sustentando um pergolado em ripas de madeira, que está protegido na sua face interna por uma caixa de policarbonato que protege da chuva e contem a iluminação. Aos suportes é fixado o armário para o telefone, medidores e pertences dos taxistas no interior, e a papeleira no exterior. O banco é da família ELEMENTAL que será escolhido em função da disposição do abrigo na rua.

MUSP_2D_taxi.png
       
     
FAMÍLIA DE BANCOS (assentos)
       
     
FAMÍLIA DE BANCOS (assentos)

O desenho da família de bancos ELEMENTAL é composto por três elementos: assento, encosto e braço. Um único banco não é capaz de resolver os diversos cenários e necessidades de toda a metrópole. Para manter a uniformidade estética sem abrir mão da diversidade, se propõe um sistema em que cada um dos elementos é independente, o que permite múltiplas combinações entre eles, e como resultado delas cada um dos tipos exigidos além de outras que possam responder a cada cenário particular dentro da cidade. 
Cada um dos elementos tem uma base de sustentação em chapa de aço na cor grafite, que serve como fixação da peça no solo e como suporte das peças. O material do assento, encosto e braço é de madeira cumaru com aplicação de resina PU. A utilização da mesma peça de madeira supõe uma padronização e como consequência a economia dos recursos, na execução e manutenção, permitindo o intercâmbio de peças entre modelos existentes.

MUSP_2D_banco indiv colet 1.png
       
     
MUSP_2D_banco indiv colet 2.png
       
     
MUSP_2D_banco indiv colet 3.png
       
     
FAMÍLIA DE PARACICLOS
       
     
FAMÍLIA DE PARACICLOS

O paraciclo ELEMENTAL permite prender duas bicicletas em cada um com segurança, prendendo quadro e rodas.  A sua inclinação é suficiente tanto para bicicletas com barra superior como as de passeio e, aliás, serve como descanso. É chumbado no chão e pode ser instalado individualmente ou em paralelo com uma separação de 60-80 cm. 

FAMÍLIA DE BALIZADORES
       
     
FAMÍLIA DE BALIZADORES

O balizador ELEMENTAL é a materialidade de um desenho e da sua sombra. Um relógio de sol que marca o passar do tempo. Uma coluna de ar delimitada por uma chapa dobrada de aço de carbono no caso do balizador fixo. O espaço interno do elemento alivia a sua presença e serve para prender bicicletas. O balizador flexível é seu análogo. Construído em borracha de alta resistência com reforço interno, na cor laranja, se dobra com facilidade no sentido do fluxo de circulação sendo que a sua maior resistência é no sentido perpendicular para proteger os usuários das ciclovias do trânsito.

BEBEDOURO DUPLO
       
     
BEBEDOURO DUPLO

O bebedouro ELEMENTAL ergue-se do chão em duas placas esbeltas de concreto armado deixando um vazio para o passo das instalações, aparentes, mas inacessíveis. A cada placa é fixada uma bandeja em aço carbono que sustenta o bebedouro e que recolhe as águas, em duas alturas para garantir a acessibilidade universal seguindo as especificações da NBR 9050.

FAMÍLIA DE PAPELEIRAS
       
     
FAMÍLIA DE PAPELEIRAS

A papeleira ELEMENTAL é um elemento elegante e de geometria contundente. Uma lâmina de aço envolve a cesta em um invólucro. No caso de fixação direta no chão, a lâmina se estende nas duas laterais para sustentá-la em pé, chumbada. Para fixação a elementos ou superfícies horizontais é previsto um sistema de “mão amiga”. Seu corpo trapezoidal protege a boca da chuva e permite descartar os resíduos com conforto. É construída em aço, com revestimento do cesto em madeira ou outros materiais. Um aro metálico serve de suporte e fixação da sacola plástica para a recolhida de resíduos. Opcionalmente a papeleira se complementa com um cinzeiro formado por uma chapa dobrada na cara frontal no mesmo material.

FAMÍLIA DE GUARDA-CORPOS
       
     
FAMÍLIA DE GUARDA-CORPOS

O guarda corpo ELEMENTAL segue a mesma linha de design que o balizador e o paraciclo. É composto por um requadro de cantos arredondados que delimita o espaço de proteção. Os apoios de sustentação chegam até uma barra horizontal que proporciona estabilidade ao quadro, ao mesmo tempo que funciona de corrimão e apoio aos ciclistas. Para o guarda-corpo móvel, são parafusados nos pés articulados, para facilidade de transporte e armazenamento.

MUSP_2D_guarda corpo movel.png
       
     
Ficha Técnica
       
     
Ficha Técnica

Categoria: Concurso público nacional de mobiliário urbano

Cliente: N/A

Endereço: São Paulo | São Paulo | Brasil

Área do projeto: N/A

Ano do projeto: 2016

Equipe: MARCOZERO Estudio, Marta Lopez Rubio.

MARCOZERO Estudio:
Davi Eustachio
Pedro Coltro
Thiago Vita

Marta Lopez Rubio

Fotos: N/A